Archive for the ‘Oxum’ Category

Oração à Mãe Aparecida, Padroeira do Brasil

outubro 27, 2008

“Filhos desta amada terra é hora de despertar, é hora de abrir os olhos, todos vós e vosso amado Brasil.

É hora de perceber e resgatar a imensa sabedoria de vossos antepassados, os habitantes primeiros desta terra sagrada, vossos irmãos os índios.

Que em consciência com a sabedoria de vossos ancestrais todos vós possais se levantar, vislumbrando numa mesma sintonia a imensa força e poder de vossa Mãe Terra que se encontram concentrados neste pedaço do planeta, vosso amado Brasil.

Levantai eis que o tempo de manter o gigante adormecido findou.

Que ele, no seu despertar, possa acordar todos os seres de todos os reinos que nele habitam.

A partir desse ponto, o Brasil, todos despertarão e se levantarão atendendo ao chamado de Deus-Pai-Mãe na Unidade maior com todos os reinos de Luz.

Minhas bênçãos a todos vós.

Eu Sou Vossa Mãe.”

Bem amada Mãe Aparecida,

Vós que vigiais todos os passos do nosso amado Brasil deste os primórdios dos tempos zelai por nós.

Vós que embalais com tanta paciência, serenidade e amor esta amada terra e seus filhos zelai por nós.

Vós que sempre atendestes às súplicas dos humildes de coração zelai por nós.

Vós que sempre defendestes as causas dos necessitados e oprimidos zelai por nós.

Vós que sempre protegeste nossos índios, nossas matas, nossos rios e nosso solo sagrado, zelai por nós.

Vós que neste momento, do centro do Planalto Central, irradiais o vosso amor e abençoais esta amada terra e seus habitantes zelai por nós.

Bem amada Mãe Aparecida,

Neste momento de grandes transformações individuais e planetárias,

Abri mais uma vez os vossos braços e protegei com vosso Manto de Luz nosso amado país o Brasil, e todo o planeta Terra.

Que a vossa Luz e o vosso Amor possam ser sentidos no coração e mente de todos os brasileiros, para que todos possam perceber o momento único que estão prestes a vivenciar neste solo sagrado.

Que o gigante adormecido por vossa mão possa finalmente despertar desse sono de eons e, com toda força e poder acumulados, despontar como exemplo de Sabedoria e Amor a ser seguido por toda a humanidade.

Que o vosso Amor ajude a despertar todas as almas que se mantiveram adormecidas junto com esta terra de gigantes.

Assim, à noite de múltiplas estrelas refletida em vosso manto azul de Luz poderá ser vista por toda a humanidade, e na vossa força maior transformar-se em um lindo sol dourado, elevando os corações e mentes de todas as formas de vida, na Luz Maior de Deus-Pai-Mãe.

Bem amada Mãe Aparecida,

Rogai para que todas as forças que despertaram com este gigante adormecido vislumbrem os novos patamares de Luz, que pulsam e brilham acima do Planalto Central na direção de todos nós, e de todas as formas de vida.

Bem amada Mãe Aparecida,

Dai-nos agora vossa bênção ó Mãe querida, Nossa Senhora Aparecida,

Dai-nos agora vossa bênção ó Mãe querida, Nossa Senhora Aparecida.

Amém, Amém, Amém.

canalizada por Jane Ribeiro aos 02/10/98.

ORAÇÃO A OXUM

outubro 27, 2008

Canto sereno que assobia, nos regatos lagos e cachoeiras. 

Senhora faceira de beleza e ternura. 

Protetora das crianças e de todos os que necessitam de tua graça. 

Mamãe Oxum, Deusa formosa dos rios. 

A Mãe das Águas Doces, acolhe-nos em teu seio,

proporciona-nos paz e alegria. 

Saravá Mamãe Oxum! Ora Iê Ie! 

SALVE A SENHORA DOS RIOS

outubro 27, 2008
 
O som das ondas traz-me a tua voz,
Na sua espuma surge a fresca Rosa
E o seu perfume eleva-se ao eterno céu,
Dispersando-se e envolvendo-me o coração.Explode em mim uma sede
Que só as tuas vagas podem saciar
Senhora dos Rios, que correm para o mar,
Tu és a Água em que renasço.

No voo do pássaro da manhã
Voas tu nas suas asas ardentes,
Com o fogo da sarsa viva, que não se consome,
Mas que queima o sangue apaixonado fluindo nos corpos.

Fazes a máquina humana amar
E funcionar como mecanismo de relógio,
Onde há exatidão e certeza,
Minuto após minuto, infinitamente…

Assim na primeira estrela da noite
Brilhas resplandecente, fazendo arder o céu e a escuridão.

Guardas em ti os segredos dos Deuses do Olimpo,
Que revelas pouco a pouco ao escolhido mortal.

E essa voz, que me envias nas gotas do teu mar,
Dá-me nas mãos, de areia, o cálice da tua alma, a beber,
Cheio da fonte infinita do néctar das rosas,
Onde imaculada te vejo surgir.

Engole-me nas tuas ondas!
Eu me entrego a ti Senhora dos Rios.
Leva-me até aos mares que jorram de ti
E esconde-me no Horizonte!

Eleva-me contigo pela escada do etéreo,
Para sermos uma nova criação.
Nossas mãos, de universo, unidas para sempre
Num infinito e único ser.

 

É D’Oxum

setembro 30, 2008

Nessa cidade todo mundo é d’oxum
Homem, menino, menina mulher
Toda essa gente irradia a magia
Presente na Agua doce
Presente na agua salgada e toda cidade brilha
Presente na Agua doce
Presente na agua salgada e toda cidade brilha
Seja tenente ou filho de pescador
Ou importante desembargador
Se dar presente é tudo uma coisa só
A força que mora n’agua
Nao faz destinçao de cor
E toda cidade é d’oxum
A força que mora n’agua
Nao faz destinçao de cor
E toda cidade é d’oxum

REFRAO
Eu vou navegar
Eu vou navegar nas ondas do mar eu vou
Navegar, eu vou navegar
Eu vou navegar nas ondas do mar eu vou
Navegar, eu vou navegar
Eu vou navegar nas ondas do mar eu vou
Navegar, eu vou navegar, é d’oxum

Seja tenente ou filho de pescador
Ou importante desembargador
Se dar presente é tudo uma coisa só
A força que mora n’agua
Nao faz destinçao de cor
E toda cidade é d’oxum
A força que mora n’agua
Nao faz destinçao de cor
E toda cidade é d’oxum